in

Saints Row | Nem sempre um reboot pode dar certo

Game chega com reboot fraco e nada inovador

Quando foi anunciada a chegada de “Saints Row”, em que teríamos uma grande mistura de tudo aquilo que deu certo na franquia, era impossível ter outro sentimento que não fosse de felicidade. O game que sempre apresentou uma história e personagens divertidos, violência e aquilo que GTA nunca conseguiu fazer, chegaria para a nova geração totalmente remodelado. Pelo menos era isso que esperávamos.

O game chega com chute na porta e muito tiro, mas na questão de qualidade gráfica e mecânica, claramente isso acabou sendo deixado muitas vezes de lado. Nada melhor do que jogar algo para nova geração, com um game que parece ter sido feito para PS3/Xbox 360.

No game conheceremos um – ou uma, dependendo do sexo de seu personagem – jovem que junto de seus três amigos; Eli, Kevin e Neenah, criar sua própria gangue e assim acabar com todas as outras que existem na cidade. Pode parecer até meio clichê, mas em “Saints Row” isso funciona de maneira diferenciada, no qual não tenho muitas reclamações.

Teremos uma variedade de missões, mas que infelizmente são sempre muito parecidas, o que pode tornar em algum momento toda a jogatina cansativa. Mas os personagens, diálogos e humor diferenciado, faz com que o jogador não solte o controle em momento algum. Queremos saber mais sobre a relação de Neenah com a gangue dos Panteras, o amor de Eli pelo RPG e o motivo de Kevin nunca usar camiseta. Tudo isso faz com que os personagens tenham um passado e personalidades próprias, os tornando diferentes um do outro. 

Já outros personagens que encontraremos durante a trama, que deveriam ser importantes, acabam não ganhando nenhum tipo de ar e nem passado, fazendo com que tenhamos zero lembrança deles após finalizar a trama – ou apenas seu arco de missões. Até mesmo missões que poderiam ser grandiosas, acabam não ganhando brilho nenhum apenas por parecer com qualquer outra secundária que já tenhamos feito.

O mapa tem um ótimo tamanho e bastante coisa para fazermos, seja indo atrás de conquistar territórios, missões de negócios ou pontos de viagem rápido. Mas acaba entrando na mesma questão das outras, o fato de se tornar cansativo e sempre igual, o que não ajuda muito. Em alguns casos, o game ainda abre porta para criatividade de algumas missões – como a de recolher carros para o JR e levar até sua oficina; ou quando fazemos missões com o planador, que acabam sendo bem divertidas. Já aquelas que fazemos recolhendo caminhões de comida e lixo tóxico, sempre levam ao mesmo caminho, o que torna entediante e não dando vontade nenhuma de concluir. 

Uma das coisas que me divertiu muito foi toda a montagem da base da igreja, a descoberta do helicóptero e a montagem de carros. Fazer missões de helicóptero era muito mais rápido e montar os carros com qualquer um que encontrávamos na rua tornava a experiência mais divertida em muitos momentos. Dinheiro não era algo difícil de conseguir, então dava pra gastar um bom tempo mudando o carro ou qualquer veículo que pudermos ter guardado.

“Saints Row” é aquele reboot divertido por um tempo, mas que pode desgastar com a pouca variedade de coisas em tela. Ótimos personagens, humor e violência de outra qualidade, mas talvez nem isso consiga manter os jogadores por muito tempo, se tornando talvez apenas um nome passageiro dentro dos consoles de muitos gamers que esperavam algo semelhante ao original, mas que também fosse inovador. O que infelizmente acabou não ocorrendo.

+ Saints Row está disponível para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series X e Series S, Stadia e PC.

E aí, curtiu?

Escrito por Guta Cundari

Do cinema para o jornalismo. Amante de filmes e games, fã filmes de terror trash e joguitos que duram meses. As Premiações pelo mundo todo que me aguardem e os noobs que sofram.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Loading…

Loading…

0
5 animes românticos para assistir junto do seu amor

5 animes românticos para assistir junto do seu amor

Conheça jogos gratuitos e educativos para seus filhos

Conheça jogos gratuitos e educativos para seus filhos