Curiosidades sobre Supercampeões
in

Curiosidades sobre Supercampeões

Posso dizer que se não fosse pelo sucesso de “Os Cavaleiros do Zodíaco”, a Rede Manchete jamais teria exibido “Supercampeões” no Brasil. Foi uma época em que a galera tava cansada de tanta reprise dos animes existentes na grade da emissora e clamava por algo novo. Para atender aos pedidos dos fãs e tentar manter a audiência nas manhãs e fim de tardes durante a semana, a Manchete fez o País vibrar com um futebol pra lá de mirabolante.

Com campos intermináveis, defesas mágicas de goleiros e zagueiros, saltos mortais e chutes ao gol como se fossem um hadouken, era um barato assistir à “Supercampeões”. Derivada do mangá escrito e ilustrado por Yoichi Takahashi chamado de “Captain Tsubasa” e publicada na famosa revista Weekly Shōnen Jump entre 1981 e 1988.

Logo após conhecer o sucesso do mangá, a Toei Animation adquiriu os direitos e passou a produzir o anime (ainda inédito no Brasil) que teve um total de 128 episódios e foram exibidos entre 1983 e 1988. Depois dessa série que era um pouco mais infantil, foram produzidas “Captain Tsubasa J”, “Captain Tsubasa Road to 2002” e “Captain Tsubasa (2018)”, essa última exibida pelo Cartoom Network.

No Brasil, “Supercampeões” estreou em 12 de setembro de 1997 e foi até 27 de setembro de 1998, quando era exibido apenas aos domingos. A temporada que passou aqui foi “Capitain Tsubasa J” e a escolha se deu por conta da Copa do Mundo de 1998. Mas havia um problema, essa versão de “Supercampeões” foi exibida no Japão após a Copa do Mundo de 1994, teve 46 episódios e foi usada para romantizar a conquista da primeira participação do país em Copas do Mundo. O anime sempre contou com o apoio da Associação Japonesa de Futebol – JFA (Japan Football Association) e foi usado para incentivar a prática da modalidade no país. 

Ao chegar por aqui, a Rede Manchete contratou o estúdio Gota Mágica que tal como ela à época, não estava muito bem das pernas e “Supercampeões” foi dublado nas coxas. Eles tiveram que adaptar várias falas para que desse a entender que a Copa do Mundo pela qual eles estavam falando não era a dos EUA e sim a da França, em 1998. Isso é perceptível logo no primeiro episódio, quando o locutor fala da reação da “Torcida Brasileira” em um jogo do Japão x Arábia Saudita (uma releitura do que aconteceu nas eliminatórias de 1994), entre outros problemas ao longo da temporada.

“Supercampeões” narra a jornada de Oliver Tsubasa, garotinho de 11 anos apaixonado por futebol e que deseja se tornar um grande jogador e conquistar o Mundial. Oliver conhece Roberto Maravilha (Roberto Hongo), chamado de melhor futebolista brasileiro no anime e que se tornou seu mentor e treinador.

Leia mais: Cavaleiros do Zodíaco | Alma de Ouro finalmente respeita os Dourados marginalizados

Oliver logo no inicio encontrou no goleiro Benji (Genzo) Wakabayashi seu grande rival, mas mesmo assim entra para o time juvenil Nankatsu na qual se destacam Carlos (Taro) Misaki, Ryo Ishizaki, além da líder de torcida Néia (Sanae) Nakazawa. O time de maior rivalidade foi Meiwa, que contava principalmente com o destemido Kojiro Hyuga (chamado no Brasil de “Huega”) e o Benji reverso, Ken Wakashimazu. Passaram grandes times pela série, mas vamos falar disso mais abaixo. No meio da temporada, Oliver conquista a carreira de jogador de futebol e passa a jogar pelo São Paulo (que também foi chamado no Brasil de “Brancos”).

Numa partida realizada no Maracanã, Oliver enfrenta o rival Carlos Santana e seu time do Flamengo (também chamado por aqui de “Domingos”). Oliver serviu de inspiração para outro jogador, Shingo Aoi, que aparece nos episódios finais e tem o sonho de ser um grande jogador. Depois, o anime entra na fase que não tem conclusão que são “Oliver e os outros” (ao melhor estilo Cavaleiros do Zodíaco) vão disputar a Copa do Mundo pela seleção do japonesa.

Para relembrar como esse anime mexeu com a galera dos anos 90, selecionei algumas curiosidades sobre “Supercampeões”. Veja abaixo.

Leia mais: Pai transforma desenhos dos filhos em animes

• Supercampeões entrou no lugar “Cavaleiros do Zodíaco” que estava no ar há três anos na Rede Manchete, inclusive no mesmo bat-horário.

• Supercampeões termina no episódio 46 quando vencem a Arábia Saudita e vão à Copa do Mundo pela primeira vez.

• Na realidade, a Toei terminou “Supercampeões” de forma abrupta, por causa da eliminação para a Arábia Saudita nas eliminatórias. Por causa disso muitos acreditam até hoje que esse foi o motivo para a queda de audiência do desenho no país.

• A letra “J” no nome original do anime se deu por causa da criação da liga principal de futebol do Japão, a J-League.

• Na Itália o anime se chamava “As Aventuras de Holly e Benji.

• No Iraque era “Capitão Majid” e foi o primeiro anime a passar no país.

• A música de abertura que (veja no vídeo abaixo) foi composta por Mario Lucio de Freitas, o mesmo responsável por compor as músicas de “Cavaleiros de Zodíaco”, Sailor Moon, “Fly – O Pequeno Guerreiro” e “Bananas de Pijamas”.

• O mangaká Yoichi Takahashi chegou a criar um spinoff de Taro Mizaki, chamado de Carlos no Brasil. Mas infelizmente o mangá não deu certo e foi encerrado.

• Yoichi Takahashi esteve na final da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, e torceu para o Brasil.

• Ele se declarou torcedor do São Paulo e já visitou o time no País. Isso aconteceu por conta dos mundiais que o clube venceu em 1992 e 1993. É por isso também que o Oliver vai jogar no São Paulo no anime.

• Por causa de direitos autorais, vários times tiveram os nomes modificados veja a lista abaixo:

Piemonte = Juventus
Catalunha = Barcelona
Brancos = São Paulo
Domingo = Flamengo
Buenos = Racing Santander
Grunwald = Werder Bremen
Rotburg = Bayern de Munique
Lombardia = Inter de Milão B
Emilia = Parma
Calabria = Torino
San José = Real Madrid
Roland = Hamburgo

Leia mais: Nostalgia Animada | Animes que passaram no SBT

• A final entre São Paulo x Flamengo que aconteceu no anime era na verdade o extinto Torneio Rio-São Paulo.

• Também trocaram o nome de algumas lendas do futebol como:

Willen Arminus: Baseado em Edgar Davids, é Meia, Craque e líder da Juventus e da seleção Holandesa,brigou com Hyuga no primeiro treino de Hyuga na Juventus, principal rival de Hyuga, mas também o jogador que mais ajudou Hyuga nas suas tentativas de gol.
Rivaul: Baseado em Rivaldo, é o melhor jogador do mundo na série, rápido, forte e habilidoso e o principal nome do FC Barcelona, é o jogador que Tsubasa tenta superar.
Thoram: Baseado em Lilian Thuram, este famoso defensor francês joga no Parma e na seleção francesa. Aparece pela primeira vez no mangá road to 2002, durante um jogo contra a Juventus.
Zedane: Baseado no astro francês Zinedine Zidane. Também aparece pela primeira vez no mangá Road to 2002 como jogador do Juventus e da seleção francesa. Joga ao lado de Hyuga que compara seu estilo de jogo ao de Tsubasa.
Trezega: Baseado em David Trezeguet, Trezaga joga no Juventus e na seleção francesa. Também aparece pela primeira vez no mangá Road to 2002, no jogo Juventus e Parma, onde substitui Hyuga e marca o gol da vitória da Juventus.

• Muitos jogadores da atual geração de futebol japonesa disseram que se inspiraram em “Supercampeões”.

• A obra de Takahashi já vendeu mais de 70 milhões de mangás pelo mundo.

• “Supercampeões também ganhou uma peça de teatro com o nome de: Super Experience Stage Captain Tsubasa. Veja no vídeo abaixo:

“Supercampeões” tem um total de 18 games lançados, passando por Nintendinho, Game Boy, Sega CD, Super Nintendo, PC, Playstation, Game Cube, celular, PS4, Nintendo Switch e Nintendo DS.

• A maioria dos jogos eram no estilo RPG, mas depois ganharam versões parecidas com a que conhecemos com Fifa e PES.

Relembre como era a abertura de “Supercampeões” na Rede Manchete abaixo.

Quer comprar jogos com um belo descontão e ainda por cima ajudar o Proibido Ler? Selecionamos ótimas dicas de games na Amazon e a maioria com frete grátis para clientes prime. Clique aqui e pegue aquele game que está faltando na sua coleção. E venha nos conhecer em nosso canal da Twitch.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Jornalista, apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e retrogames. Espero que você alcance o sétimo sentido em todos os âmbitos da vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0
Estamos jogando como uma garota e vamos dominar o mundo dos games

Estamos jogando como uma garota e vamos dominar o mundo dos games

Conheça o 'PS4 Pro' que custa apenas 25 dólares

Conheça o ‘PS4 Pro’ que custa apenas 25 dólares