in

HQ do Dia | Cangaço Overdrive

Uma peleja de primeira em um mundo hiperconectado numa terra esquecida pelo governo

Me lembro que lá perto dos meus 30 anos, eu passei a admirar a literatura de cordel assim meio que do nada. Sabe aquela coisa de pensar algo tipo: vou ler isso aqui pra ver se eu gosto? Então, gostei. A partir daí, eu passei a me interessar ainda mais pela cultura nordestina.

Filho de pernambucano com paulistana, o interesse pela literatura de cordel, pela gastronomia e até mesmo pelo cinema, muito mais pelas as obras de Ariano Suassuna, Glauber Rocha e Kleber Mendonça Filho, se deu de forma natural. Talvez eu sabia que parte do sangue que corre em minhas veias me faria chegar neste lugar, mas nunca imaginei como nem quando isso aconteceria.

Você deve estar se perguntando por que eu estou falando isso tudo, né? A resposta não é obvia, mas é só para tentar reforçar o motivo pela qual eu não me senti distante ao ler “Cangaço Overdrive” dos cearenses Zé Wellington e Walter Geovani, publicado pela Editora Draco.

HQ do Dia | Cangaço Overdrive

Na história, o Ceará enfrenta sua maior seca em séculos, o estado está esquecido pelo governo e dominado pelos interesses dos conglomerados empresariais. Bom, aqui nada de muito diferente, mas o que chama a atenção é que um volante e um cangaceiro retornam da morte para terminar uma peleja (batalha, luta) de uma época em que a coisas se resolviam na base da peixeira e pouco menos na pólvora.

HQ do Dia | Cangaço Overdrive

Narrada em literatura de cordel, “Cangaço Overdrive” é um quadrinho diferente e mostra como é possível renovar a luta entre bem e mal misturando o velho e o novo. No caso, o analógico e o digital. O analógico está no trazer algo antigo como a história do cangaço e o digital fica com a remodelagem de dois personagens com características e elementos do cyberpunk. Zé Wellington mandou bem demais nos roteiros, diga-se de passagem.

HQ do Dia | Cangaço Overdrive

Além da força, há o conhecimento quase que instantâneo promovido pela tecnologia sem deixar de lado o clássico da batalha e sem se perder na parafernália clichê das máquinas.

HQ do Dia | Cangaço Overdrive

Você mata “Cangaço Overdrive” numa tacada só em 70 páginas que passam rapidinho. A história não cansa e talvez o único problema que o leitor pode enfrentar aqui, é entender todas as gírias. Fora isso, é um quadrinho muito bom e que se destaca pela mistura das culturas e por percorrer caminhos diferentes até mesmo dentro do nicho cyberpunk.

 

Se você ficou interessado, “Cangaço Overdrive” está à venda nas melhores livrarias, por um excelente preço e você pode ajudar o Proibido Ler comprando seu exemplar clicando aqui.

E aí, curtiu?

Escrito por Bruno Fonseca

Jornalista, apaixonado por quadrinhos, filmes, séries e retrogames. Espero que você alcance o sétimo sentido em todos os âmbitos da vida.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

Quem leva o prêmio de “Game of The Year” de 2020?

Russos criam 'Need For Speed Underground' da vida real

Russos criam ‘Need For Speed Underground’ da vida real