Eu, Deus e Bin Laden (2016) | A missão divina de parar um terrorista
in

Eu, Deus e Bin Laden (2016) | A missão divina de parar um terrorista

Baseado em uma história real, o filme propõe um humor diferente e até mesmo ingênuo

Baseada em uma história real, “Eu, Deus e Bin Laden” (2016) é um longa cômico que narra a aventura de Gary Faulkner, um tiozão super patriota que acredita que Deus o enviou em uma missão divina para capturar ninguém menos do que o próprio Osama Bin Laden. Em pleno Paquistão.

O longa dirigido por Larry Charles, traz uma premissa charmosa por não apenas retratar uma história verdadeira, como também esbanjar uma premissa forte que funciona muito bem com o teor da comédia, na qual podemos degustar do humor simples de uma ingenuidade patriótica.

Eu, Deus e Bin Laden (2016) | A missão divina de parar um terrorista

Estrelado por Nicholas Cage, “Eu, Deus e Bin Laden” traz um protagonista singular e marcante, cheio de manias, fala alta e mansa que não se importa com a aparência nem se suas ideias são totalmente aquém da dimensão. Mais do que isso, Nicholas Cage entrega uma interpretação sincera, dando grande energia ao personagem e facilitando não só acreditar, mas também torcer pelas loucuras que ele propõem.

Não o bastante, o filme traz um elenco de apoio adequado para sua premissa como Russell Brand, que interpreta uma versão engraçado e bobalhona de Deus. Wendi McLendon-Covey, a “tentação” enfrentada por Gary durante a missão divina. E Rainn Wilson e Denis O’Hare, ao quais interpretam estranhos mais divertidos agentes da inteligência americana no Paquistão.

Eu, Deus e Bin Laden (2016) | A missão divina de parar um terrorista

Com uma abordagem simples, o roteiro de “Eu, Deus e Bin Laden” é genuinamente leve e engraçado, visto que com o decorrer da trama nós simpatizamos com o protagonista e sua motivação enquanto as boas risadas afloram das suas tentativas de ir ao Paquistão.

De certo, “Eu, Deus e Bin Laden” é um longa perfeito para quem quer assistir algo simples, bobo e que garanta boas risadas das mais diversas maneiras no fim da noite, esteja você só ou entre amigos.

“Eu, Deus e Bin Laden” está disponível na Netflix.

E aí, curtiu?

Escrito por Isaias Setúbal

All I hear is doom and gloom. And all is darkness in my room. Through the night your face I see. Baby, come on. Baby, won't you dance with me?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Loading…

0

Artista recria cena de Hulk em “Os Vingadores” usando 1.093 rascunhos

O quebra-cabeça branco de 2.000 peças que vai te tirar do tédio

O quebra-cabeça branco de 2.000 peças que vai te tirar do tédio