Curiosidades sobre Zumbilândia (2009)

Em 2009, Ruben Fleischer nos entregou uma deliciosa aventura pós-apocalíptica que ousou revitalizar um gênero bastante saturado na indústria cinematográfica hollywoodiana: o gênero zumbi. Entre tantas produções fracassadas que traziam o mais do mesmo, Zumbilândia, como ficou conhecida essa nova empreitada, mergulhou em um mundo devastado por mortos-vivos em uma perspectiva original, hilária e divertida, afastando-se do excessivo melodrama de ação que se perpetuava nas telonas.

A história gira em torno de um grupo de sobreviventes que faz o possível para se manter vivo fugindo das criaturas movidas pelo único desejo de se alimentar de carne humana, tentando aproveitar os pequenos momentos em uma sociedade que já não mais existe. De forma nostálgica, a epopeia é narrada por Columbus (Jesse Eisenberg), um jovem que quer retornar para sua cidade natal para tentar reencontrar os pais, rezando para que eles ainda estejam vivos. Eventualmente, Columbus cruza caminho com Tallahassee (Woody Harrelson), um impetuoso “guerreiro” que, depois de sofrer uma grande perda, se lança em uma mítica jornada para exterminar qualquer zumbi que aparecesse em sua frente.

Fleischer não apenas arquitetou uma trama muito bem amarrada, como fez bom uso de habilidosas técnicas para nos transmitir uma mensagem interessante e irreverente – tudo isso abraçando emulações cênicas de obras como Noite dos Mortos Vivos (1968) até o contemporâneo e propositalmente cômico Todo Mundo Quase Morto (2004). Mesmo com as óbvias homenagens, o diretor permaneceu fiel à sua própria identidade, atingindo o objetivo primário e abrindo portas para outras histórias similares e tão audaciosas quanto esta.

Como se não bastasse, Emma Stone e Abigail Breslin também completam um elenco de ponto, adicionando camadas fraternais e perspicazes que, no final das contas, transformam o problemático grupo em uma família disfuncional que, sem sombra de dúvida, irá tomar conta um dos outros.

É por isso que, seguindo a recente crítica do filme, resolvemos separar algumas curiosidades interessantes dos bastidores de Zumbilândia. Confira nossa lista abaixo e não se esqueça de deixar seu comentário e sugestões para matérias futuras:

  • Woody Harrelson foi preso por posse de maconha durante as filmagens, fato que atrasou as gravações um dia.
  • O roteiro foi originalmente escrito para uma produção seriada, revisado ao extremo para ser adaptado aos cinemas.
  • Patrick Swayze foi cotado para fazer uma aparição como zumbi junto a Bill Murray, porém foi diagnosticado com câncer antes das gravações começarem. Outras ofertas foram feitas a atores como Joe Pesci, Mark Hamill, Dwayne Johnson, Kevin Bacon, Jean-Claude Van Damme e Matthew McConaughey.
  • Zumbilândia a priori seria intitulado Outro Dia na Zumbilândia, mas os produtores temeram que o público acreditasse que seria uma sequência.

  • O filme foi gravado em apenas 42 dias.
  • Jamie Bell foi cotado para viver Columbus, mas não pôde aceitar o papel. Taylor Lautner iria substituí-lo, porém, conflitos de cronograma fizeram os produtores partirem para a terceira opção – Jesse Eisenberg.
  • Evan Rachel Wood e Megan Fox foram consideradas para viver Wichita. Emma Stone acabou ficando com o papel.
  • John Carpenter recusou a dirigir a produção.
  • Quando os quatro personagens principais param em Hollywood para pegar um mapa da cidade, um outdoor ao fundo mostra o filme 2012 (2009), que também foi estrelado por Harrelson.

  • Columbus tem 32 regras de sobrevivência ao apocalipse zumbi, mas apenas dez delas são reveladas no longa.
  • Os quatro atores principais foram indicados ao Oscar. Apenas Stone levou para casa a estatueta, por sua performance em La La Land – Cantando Estações (2016).
  • Durante a sequência do carro, a música “Popular”, cantada por Kristin Chenoweth no musical Wicked, pode ser ouvida ao fundo.
  • Três dos quatro personagens principais fazem referência a capitais dos Estados Unidos: Tallahassee (Flórida), Columbus (Ohio) e Little Rock (Arkansas). Wichita, por sua vez, é a cidade mais populosa de Kansas.

VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.