Resenha – One Punch-Man

O soco devastador

De todos os animes da temporada de outono desse ano, com certeza One Punch-Man é o mais esperado pelos fãs de shounens, no qual Yusuke Murata traz uma história totalmente diferente das convencionais, dentro desse estilo de mangá/anime.

Você já pensou se existisse uma pessoa que fosse considerada a mais poderosa do mundo? O que fazer? O que não fazer? Como proceder, uma vez que não existe ameaça que a parasse? Parece muito intrigante e até interessante, não? É, talvez, mas não é.

One Punch-Man conta a história de Saitama, um ser humano normal, outrora desempregado, que lutava dia após dia para encontrar um emprego e continuar vivendo uma vida comum, como todo japonês. Durante o ataque de um ser alienígena contra uma criança de queixo-duplo (sim, queixo-duplo!), ele apanha o suficiente para querer proteger o garoto, ao ponto de – mesmo sendo totalmente normal – derrotar o ser estranho, que nada mais era que um caranguejo mutante de bermuda, irritado pelo simples fato do garoto ter pintado mamilos de canetinha em seu casco. A partir daí, Saitama passa a treinar por três anos e seus cabelos caem, ficando totalmente careca, entretanto, muito poderoso, sendo capaz de derrotar todos os vilões com apenas UM SOCO! Isso automaticamente o remeteu a uma vida sem graça, onde tudo é resolvido facilmente com apenas um soco.

01-min

O ponto principal que é retratado no anime é que ser o melhor, de fato, não tem a menor graça. Sendo o mais forte, não existe desafio, logo, não há motivação para continuar fazendo sua justiça. Retratado de forma muito cômica no anime/mangá, essa ideia é mostrada em várias e várias cenas, onde por exemplo, nosso herói se irrita com um determinado vilão por estar perdendo a hora do supermercado fechar, onde somente naquele dia teria uma super promoção, finalizando-o com um soco. (dã)

A máxima de que todo battle shounen tem um vilão poderoso, que consegue lutar de igual para igual com o protagonista não se aplica aqui, o que é um diferencial muito interessante e curioso! Trazendo isso à vida cotidiana, a história tenta passar a mensagem de que a vida seria realmente horrível se não houvesse desafios superáveis, o que a tornaria muito monótona, parada, sem sentido algum. Resumindo: ser forte é interessante, porém, ser O MAIS FORTE é um saco.

02-min

A história por conter cenas cômicas talvez deixe tudo mais dinâmico e espero fielmente que aconteça algo revolucionário o bastante para motivar, ao menos um pouco, nosso querido Saitama, que deixa bem explicita sua falta de determinação na vida após se tornar o mais poderoso herói. Com um plot bastante completo, sem dúvidas a versão animada ainda vai surpreender muitos fãs, principalmente com a introdução de novos personagens na trama, como Genos, o ciborgue solitário.

03-min

 

Veja também: Jojo’s Bizarre Adventure | 4° Parte confirmada!


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.