Resenha

Alice Hearts #1

Essa resenha vai ser um pouco diferente das demais feitas por mim aqui no blog. Na verdade, vou deixar aqui a minha primeira impressão do mangá Alice Hearts, com base no primeiro volume. Esse título é lançado aqui no Brasil pela editora NewPOP, para aqueles que se interessarem em adquirir.

Alice Hearts foi lançado em Outubro de 2007 no Japão e teve seu último volume publicado no mesmo mês de 2010. A história gira em torno de Alice Liddell, uma garota bastante insegura que resolve cochilar um pouco enquanto espera por sua irmã e em seguida se vê diante de um homem-coelho chamado Peter White. Esse garoto leva Alice para um mundo de fantasia conhecido como Wonderland. Lá, Peter faz com que Alice beba uma poção que a prende nesse mundo. Agora, para sair de lá, Alice precisa participar de um “jogo”.

Resenha | Alice Hearts #1

Em pouco tempo a protagonista percebe que vários grupos estão brigando pelo domínio de Wonderland. Os três grupos são os membros dos mafiosos conhecidos como “Família Chapeleiro”, os integrantes do Castelo de Copas e o grupo do Parque de Diversões, dirigido por um homem chamado Gowland. Sem saber o que fazer ou em quem confiar, Alice vai seguindo seus instintos na tentativa de voltar para a sua casa.

Acredito que esse deve ser um dos focos do mangá, mas o fato de Alice ser amada por todos (e com isso quero dizer praticamente TODOS mesmo) os personagens torna a história um tanto chatinha e me lembra aqueles filmes que eu assistia quando era adolescente.

Resenha | Alice Hearts #1

Ok, muito possivelmente essas coisas têm um significado mais profundo que apenas “paixonites aleatórias”, mas ainda assim, me parece uma desculpa para criar um mangá onde a garota bonitinha e insegura é desejada e amada por todos os homens (e até a rainha de copas, diga-se de passagem), sendo que – convenientemente – todos esses personagens têm traços de galãs e personificam os homens dos sonhos das meninas.

É importante dizer aqui que não, não há problema algum as histórias terem esse tipo de enredo e esse foco. Mas, a mim é mais difícil essas histórias agradarem. Para aqueles que se interessam nessa narrativa, acredito que Alice Hearts é uma leitura certa.

Resenha | Alice Hearts #1

A minha impressão desse mangá foi a de que ele repete a ideia geral de Alice no País das Maravilhas, porém não acrescenta assuntos convincentes o bastante para me fazer querer ler o restante e saber o que vai acontecer. Vou parar no primeiro volume, mas aqueles que lerem até o final, deixem nos comentários suas opiniões.


Gostou? Tem mais!
Clique e leia: Resenhas de animes e mangás


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.