HQ do dia

SUPERIOR

Desta vez não foi nenhum alienígena ou alguém que tenha sofrido algum tipo de mutação. Foi algo mais profundo! Simon pode ter virado super-herói da noite para o dia, mas não teve nada a ver com o que estamos acostumados a ler durante anos.

SUPERIOR mostra um herói indestrutível, com as mesmas qualidades de Kal-El ou digamos que sua aparência seja comparada ao Shazam, mas independente disso, a história é cativante e o motivo disso acontecer está no seu criador, Mark Millar (o grande cara da Guerra Civil, Os Supremos 1 e 2, Kick-Ass e Nemesis) e Leinil Yu (Novos Vingadores e Wolverine).

Eu via essa graphic novel nas prateleiras das Comic Shops e ficava namorando, não li nenhuma sinopse, mas só de olhar para capa eu ficava fascinado. Alias, qualquer encadernado de capa dura que custe mais de 50 reais você presume que seja uma boa história, foi assim minha relação com Superior. Até que eu fui à Bienal do Livro e acabei passando no estande da Panini e encontrei essa belezura dando sopa com um belo desconto, resultado, levei pra casa! Demorei alguns dias para ler e quando eu passei da primeira para a segunda página eu pude ver que estava diante de uma obra-prima.

superior-mark-millarEu me arrependi de não ter lido essa graphic novel logo no dia em que comprei. Eu me fascino quando eu vejo um “loser” se dando bem, aquele tipo de “loser” que tem o lanche roubado na escola, que apanha dos valentões frequentemente e que deseja um dia ser um vencedor. Em SUPERIOR essa premissa até que acontece, mas você se comove com a história de Simon Pooni. Um garoto de 12 anos que sofre de esclerose múltipla e não tem autonomia para nada, mas antes disso acontecer ele era o melhor do time de basquete, até poderia apanhar dos valentões da escola, mas ele não ligava. Hoje, isso é o menor dos seus problemas, por causa da esclerose Simon não consegue fazer mais nada sozinho e é dessas coisas que ele sente falta, de conseguir tomar banho, de subir e descer escadas e outras pequenas coisas.

Tudo começa por causa de um filme de super-herói chamado, Superior. Os personagens deste filme vão fazer parte da vida de Simon sem que ele saiba, até o dia que um macaco astronauta chamado Ormon entra pela janela do seu quarto dizendo, que dentre 6 bilhões de pessoas ele foi o mais apropriado para a proposta que ele tinha a fazer.

Simon pergunta que proposta seria essa e Ormon diz que é um desejo mágico e o transforma no SUPERIOR, um herói idêntico ao do filme. Esse é o ponto de partida para que todo o processo de formação do herói seja descoberto e uma nova vida seja dada à Simon.

Mark Millar quis dar ao Superior tudo aquilo de “super” que um herói poderia ter, super força, super visão, super audição, voar, pele impenetrável e a imortalidade. Não era algo como em Kick-Ass que não existia poderes e que uma bala poderia matá-lo. Era algo SUPER, como pegar um trem inteiro e descer a cacetada em um vilão, acabar com a guerra em algum lugar do mundo sem que um ser humano sequer morra.

Mas o que o difere do Superman ou de todos os heróis “super” que existem nesse universo fantástico? A forma com quê, o personagem é abordado pelo autor. Não é simplesmente alguém que surge do nada para salvar o mundo, é alguém que carrega seus problemas mais profundos.  Enquanto ele acha que o macaco é um anjo ele aparece novamente tirando toda a vida que deu à Simon Pooni e para ter tudo de “SUPER” de volta é necessário vender sua alma ao diabo, que no caso é o próprio macaco.

E o que será que Simon escolhe a partir disso? Como pode alguém surgir do nada e dar a vida que você jamais teria e depois de uma semana tirar isso de você como um adulto tira um doce de uma criança?

Foi nesse ponto que toda trama e o enredo fez dessa história, algo genial! Você fica ansioso por saber o final e começa a ler página por página até saber o que vai acontecer com o Superior e como tudo vai terminar.

superior-mark-millar-4Leinil Yu é o cara que faz todo o roteiro de Millar ser fascinante em cada folha dessa graphic novel, ele não carrega tanta violência e sangue como as HQs de Nemesis e Kick-Ass, mas deixou tudo numa dosagem certa. Exceto pela sexualização das personagens femininas, algo que é comum em alguns estilos, mas não é algo que me agrada. A linguagem é recheada de gírias e palavrões e isso deixa tudo perfeito, parece que você vive algo no seu dia-a-dia, isso ajuda muito o leitor com o campo visual. Por mais que essa história tenha sido publicada na gringa em 2011 e ter chegado ao Brasil somente em 2014, a linguagem é bem atual e isso é sem palavras.

Superior é uma história que te envolve, te cativa, te surpreende. Muitos vão achar que é mais do mesmo, mas eu mesmo que ando lendo bastante coisa por aí, não tinha me surpreendido tanto com uma história a ponto de passar horas sonhando com ela depois.

Para finalizar,  uma curiosidade bem bacana:  Mark Millar fez um leilão no eBay para batizar o personagem-título e quem ganhou o leilão foi Simon Pooni. Ele fez  uma generosa doação para aquisição de um ônibus para uma unidade especial de uma escola para crianças com necessidades especiais, onde seu irmão chamado Bobby Millar, cuida de crianças com diversos tipos de dificuldade de aprendizado.

É, ou não é sensacional?

Se você ficou com vontade de ter essa graphic novel na sua estante, através deste link você pode encontrá-la por apenas R$31,00

 

Ficha técnica:
Título: Superior
Escrita por: Mark Millar
Desenhada por: Leinil Yu
Panini Books – 200 páginas
1º edição – 2014


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.