HQ do Dia

Cavaleiro da Lua – Recomeço – Vol. 2

Você leu o primeiro volume de Cavaleiro da Lua – Recomeço e achou que Marc Spector estava perdendo lentamente a sanidade? Pois ainda não viu nada. O segundo volume do encadernado nacional do anti-herói esquizofrênico da Marvel compila as seis edições finais do título Moon Knight escrito por Brian Michael Bendis e ilustrado por Alex Maleev e leva o protagonista aos cantos mais insanos de sua própria mente.

Logo de cara o Cavaleiro da Lua confronta o misterioso chefão do crime da Costa Oeste dos Estados Unidos e a identidade do antagonista é revelada em um estratagema que ocasiona uma guerra declarada entre o vigilante e o super criminoso. Esta guerra se prolonga até o final do arco e tem sérias consequências para o personagem, para os Vingadores e pode-se dizer até para a Marvel como um todo. Estes acontecimentos e o confronto final leva Spector ao limite de sua sanidade culminando em um clímax no qual a transformação do personagem em algo ainda mais sequelado é visível.cavaleiro-da-lua-2

Brian Bendis no roteiro desta segunda parte dá sentido e naturalidade ao protagonista no meio de seus pensamentos insanos e devaneios. Apesar de ter múltiplas personalidades, Marc Spector é um sujeito decente com um missão e as vozes dentro de sua cabeça tem o mesmo objetivo do herói, apesar de abordagens completamente distintas. Bendis deixa claro que o antagonista, revelado no inicio do encadernado, é “muita areia para o caminhãozinho”de Spector e que o herói não conseguirá encarar essa ameaça sozinho. Esse é um dos pontos mais destacáveis no arco todo. O Cavaleiro da Lua em momento algum é mostrado com um herói invencível e cheio de artimanhas criativas. Spector é um cara inteligente, inconsequente e insano e essas são suas principais armas. Os diálogos são excelentes. Tanto os que acontecem entre Spector e suas outras personalidades quanto entre as pessoas “reais”da história. Diálogos fluídos e naturais são a marca registrada deste roteirista e aqui Brian Bendis está no auge de seu jogo, combinando falas certeiras e vozes distintas em um roteiro movimentado, duro, dramático e divertido ao mesmo tempo.

A arte de Alex Maleev no segundo volume de Cavaleiro da Lua continua grossa, agressiva, bruta e impecável. A caracterização do elenco é distinta e adulta (mesmo para um bando de super heróis fantasiados). As cenas de ação são cinematográficas dentro de seu estilo meio foto realista surrado. As personalidades do Cavaleiro da Lua fazem aparições muito interessantes dentro dos quadros nas cenas de ação e as batalhas são o destaque pela fotografia épica e o cuidado com o fluxo do combate mostrado. Pra quem curte traço com muitas sombras e riscados, Maleev é um dos melhores profissionais da indústria e este é um de seus grandes trabalhos na Marvel.

Este segundo volume de Cavaleiro da Lua – Recomeço fecha de maneira totalmente satisfatória um run de doze edições que redefiniram uma persona totalmente inovadora em termos de anti heróis na Marvel. Marc Spector a partir daqui se torna uma tela vestida com seu Konshu branco para novos autores se aventurarem. A quantidade de histórias que podem surgir a partir da premissa de um vigilante esquizofrênico é quase que infinita e isso tudo se deve ao cuidado e sagacidade de Brian Bendis neste roteiro e a sensibilidade artística de Alex Maleev em uma de suas colaborações mais fortuitas dentro do Universo Marvel. Uma leitura imperdível mesmo para quem não conhece ou não é fã do personagem.

Se interessou pela HQ? O Volume 2 de Cavaleiro da Lua – Recomeço pode ser adquirido aqui.

Leia também: HQ do Dia | Cavaleiro da Lua – Recomeço – Vol. 1


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.