Tem culpa eu? Tem culpakatcha?

A bebedeira é um mal necessário na vida do brasileiro. Este, por sua vez, já está tão cansado de se fuder na vida, de pagar imposto, de ser traído por sua mulher, de ter complexos e mais complexos, de ser enganado por políticos, de ter o mandjolo pequeno e, por isso, ter comprado aqueles kits que fazem seu pênis crescer 8 cm e ver que nada adiantou… só nos resta beber mais um gole. Seja cerveja, de vinho, conhaque, whisky, vodka, corote, pinga com limão, PR, gammy ou qualquer combinação alcoólica que não seja perfume e gasolina, ele está bebendo.

Às vezes é tão estranho ver aquele cidadão na porta do boteco, esperando para tomar aquela dose e assim abrir o apetite. Penso eu: como a pessoa consegue fazer isso? Bom, para a resposta basta você estar de viagem com os amigos, onde na casa não tem outra coisa a não ser cerveja e aí o que você faz? Simples.

Uns bebem para esquecer, outros para lembrar, alguns ingerem o álcool para soltar a timidez e conhecer pessoas, alguns bebem e fazem vexame que só vão se lembrar quando o amigo contar. E quando isso acontece, os fatos e proezas feitos pela sua pessoa já estarão no vidademerda com comentários bombando de opiniões.

Tem aquele também que bebe e vira o Caetano Veloso. Tudo torna-se lindo aos seus pés como aquela escrota vizinha que nem em pensamento ele bateria uma punheta um papo ou aquela gorda da balada que emagrece feito a Olivia Palito. No final da balada, o ser atraca-se com aquela pessoa que seu amigo insiste em depois bater uma foto e mostrar a beleza dela para você no dia seguinte. Torna-se amigo de todos e começa a dizer que a vida sem eles não é vida, é calvário. Diz que vai pra todos os lugares e sempre promete que no dia seguinte irá nisso, naquilo, vai fazer aquela viagem, diz também pro melhor amigo que comeu a irmã dele quando dormiu em sua casa e por aí vai.

Este é um dos grandes malefícios da bebida. É ela entrar e a verdade sair! É incrível como o álcool tem este poder de polígrafo, basta você estar apaixonado por uma pessoa que é beber e criar coragem para declarar-se por ela. No final, o pé na bunda nem dói, pois, primeiramente, você estava bêbado e não vai lembrar no dia seguinte e, segundo, você estava anestesiado. Bêbado quando cai não sente dor nenhuma e isso, claro, já deve ter acontecido com algum de vocês. Estou mentindo? Não lembrar das coisas no outro dia também é horrível! Você acorda assustado demora alguns segundos para se situar, checa o celular, checa a carteira, checa o saldo na conta corrente, checa se seu bumbum não está doendo, pois dizem as más línguas que “cu de bêbado não tem dono”. Não sei porque inventaram isso. Todo bêbado que eu vejo quando a PT já foi consumada dorme com a mão na bunda. O bêbado toma no cu hoje e amanhã sabe o que acontece? Ele toma no cu de novo, pois tem gente que insiste em chamar você pro bar com o intuito de ver apenas um jogo do seu time do coração, aí tu verá teu time ganhando e fala que vai beber para comemorar. A ressaca da bebedeira anterior já deixa de ser dor de cabeça e passa a ganhar fala mole, tropeços e et cetera.

Dizem aqueles que passam por um porre violento que nunca mais vai beber. Pior, quantas vezes eu já disse isso e no final tava eu lá no bar? Quando se está na faculdade então é uma perdição. Eu não sei também quem foi que inventou a mistura bar e faculdade, pois não existe uma que não tenha um bar a menos de 7 metros da instituição. É tomar uma durante o intervalo e só voltar na aula do dia seguinte porque estava tão legal o pessoal que você resolveu ser PHD de levantamento de copo, o especialista do “Sem colarinho, por favor” e o mestre em armazenar a cerveja dentro do seu corpo. Uma coisa que é de matar um bêbado pra-lá-de-Bagdá é quando alguém fala que ele está bêbado. Você responde:

– Eu bêbado? Nem bebi nada ainda.

Enfim não quero falar daqueles que bebem e batem na mulher e nos filhos, que chegam cagados ou mijados em casa, que a cueca está cheio de biscoitinho de merda, pois isso já é demais pra quem está com ressaca. Todo bêbado merece seu lugar ao sol.

Como de praxe em meus posts, contem vocês os piores porres ou as piores coisas que já fizeram quando estavam bêbados.

Por


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.