Da estrada

Da estrada eu vejo a vida
Da estrada vejo meus sonhos
Nas curvas percebos meus obstáculos

Da estrada eu vejo meu caminho
Da estrada eu vejo meus pesadelos
Nas subidas íngrimes percebo minha força

Da estrada eu sigo caminhando devagar
Da estrada eu não tenho pressa
Nos pedágios eu pago alguns patos e sigo em frente

Da estrada, apenas da estrada
Tudo pode ser diferente

Por


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.