Campeonatinho

E o juiz apita o início do jogo. Clássico é clássico e vice-versa. Seja Liverpool e Manchester ou XV de Jaú contra Itapetininga da Serra. Não importa! O estádio está sempre lotado. Nenhum torcedor solitário. Os gritos histéricos. Os vinte e dois jogadores em campo correm sem ofegar em nenhum momento. A bola não murcha, a rede não fura, os bandeirinhas nunca erram. A vibração no instante do gol é certa. Os dedos trêmulos ao ver seu time em mais uma final de campeonato. Quando, sem mais delongas, a mãe grita para o filho corinthiano sem intervalo entre as palavras:

– Robertinhodesligaessevídeogameevaidormirporra!

A arte de jogar futebol no vídeo game não é para qualquer um. Você treina, treina, treina, mas quando vai jogar contra um amigo de escola é capaz de levar a maior lavada da história. Não há fim de churrasco, quando sobra os cinco mais bêbados, que não aconteça um campeonatinho de Winning Eleven. Cada um escolhe seu time, cada um agarra sua latinha de cerveja e, em seguida, inventa um grito de guerra qualquer. Claro que vai convidar aquele vizinho nordestino, cujo o único controle que pegara foi aquele da televisão Sanyo que ganhou numa rifa de boteco. Convidar desapegados é tática para nenhum veterano perder todas, ao menos ele vence o vizinho nordestino.

Nesses duelos de apertos de botões tem sempre o mais atiçado que sai gritando “bolinha, quadrado, xis, xis, xis…” em meio a meia dúzia de palavrões. Qualquer lance diferente é considerado maestria para ele.

– Mas você viu aquele cruzamento de calcanhar que eu fiz?

Outro integrante do grupo quer sempre esconder da namorada que está jogando futebolzinho no vídeo game com os amigos. Finge até uma respiração ofegante, grita algo como “Passa a bola pra mim!” e faz a donzela acreditar que ele está num jogo de futsal. Quem joga futebol com o celular do lado?

No início do campeonato rola toda aquela empolgação: contagem de pontos, cálculos e estatísticas de gols prós e contras, número de vitórias e nheco nheco. Mas passam-se uns cinco jogos e tudo já vira várzea. Um detalhe importante é que todo bom campeonato de futebol virtual nunca chega ao fim. O vencedor é sempre aquele que estava na frente no momento que decidem terminar com toda aquela farra. Fato é que risadas não faltam!

Bom, mas você sabe o que o Robertinho fez depois que viu seu time vencendo a Libertadores?

Por


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.