Oldflix

Serviço de streaming de obras clássicas chega ao Brasil

Os serviços de streaming de filmes e séries estão em constante evolução, e são hoje a melhor alternativa para quem quer ter entretenimento de qualidade disponível a qualquer momento por um preço que não seja abusivo. No Brasil, a Netflix é a plataforma mais popular, e continua a crescer dia após dia – principalmente por causa do aumento do alcance da banda larga no país.

Entretanto, mesmo estando no topo do pódio, a Netflix não é a única plataforma de streaming a oferecer serviços no Brasil. Embora nosso mercado ainda seja carente de serviços de qualidade, que façam competição com a Netflix, há algumas opções como NetMovies, iTunes Store, Vivo Play, Sky Online, Saraiva Digital, Globo TV+, Google Play, Clarovideo, entre outros.

E agora chegou um novo serviço – a Oldflix – que, embora se pareça com os demais, tem uma diferença marcante: é voltado totalmente para obras clássicas da televisão e do cinema. Seu catálogo possui aproximadamente 800 títulos entre séries, filmes, animações, shows e documentários – tudo datado até meados dos anos 1990 e de todos os gêneros possíveis.

oldflix-servico-de-streaming-de-obras-classicas

Entre os títulos do catálogo da Oldflix estão Noite Tenebrosa (Terror by Night), de Roy William Neill – 1946; Ladrões de Bicicleta (Ladri Di Biciclette), de Vittorio de Sicca – 1948; A Marca do Zorro (The Mark of Zorro), de Rouben Mamoulian – 1940; O Retrato de Dorian Gray (The Picture of Dorian Gray), de Albert Lewin – 1945; A Bela da Tarde (Belle de Jour), de Luis Bruñuel – 1967; A Felicidade Não Se Compra (It’s a Wonderful Life), de Frank Capra – 1946; entre outros.

O serviço custa R$ 9,90 mensais, mas você tem uma semana gratuita para experimentar. Basta ir até o site www.oldflix.com.br e fazer o cadastro. A Oldflix pode ser acessada em qualquer aparelho conectado à internet como computadores, tablets, smart TVs e smartphones.

Via: cinemascope

Veja também: Assista Netflix à distância com seus amigos!

Por Louise


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.