(500) Dias com Ela

Para Joseph Gordon-Levitt a Summer não é uma vadia

Falar sobre esse filme, para mim, sempre foi um assunto delicado. A primeira vez que eu assisti, foi como se eu visse na tela da minha televisão uma projeção da minha vida. Eu estava ali me vendo em todas ações e atitudes de Tom Hansen, personagem de Joseph Gordon-Levitt.

Desde a primeira vez que eu assisti, e até um tempo atrás, eu achava que a Summer foi uma “VADIA”!  Eu defendia o cara com unhas e dentes em todas as discussões que tive sobre o filme com colegas da faculdades, no trabalho, com os amigos, com a Louise e etc.

Veja também: Curiosidades sobre o filme “(500) Dias com Ela” (2009)

(500) Dias com Ela | Para Joseph Gordon-Levitt a Summer não é uma vadia!

Essa questão da Summer ser ou não ser a “Vadia” da história sempre gerou calorosas discussões. Eu assistia, reassistia e continuava achando isso até pouco tempo atrás. Cheguei a ler alguns artigos que explicavam que ela não era uma Vadia, como esse do Judão Não, a Summer não era uma vadia e mesmo assim não queria acreditar.  Mas sei lá o que me deu, e do nada eu passei a ver a situação com outros olhos e muita coisa mudou depois de ler Você vai ser a Summer algum dia do blog Entre Todas as Coisas. E eu passei finalmente a achar que essa coisa de “Summer Vadia” é um erro!

(500) Dias com Ela | Para Joseph Gordon-Levitt a Summer não é uma vadia!

Eu sempre quis saber o que o ator achava disso e tive a alegria de alguém finalmente perguntar sobre o assunto para ele. Recentemente o próprio  Joseph Gordon-Levitt,  em uma entrevista dada à Playboy americana, disse o seguinte:

“Em (500) Dias com Ela, as atitudes dele foram ruins. Muitos homens e também algumas mulheres, especialmente os mais jovens, se identificam com ele. Mas eu encorajaria qualquer um que ficou do lado dele na história, a ver o filme novamente e analisar como ele é egoísta.”

Apesar de deixar claro na entrevista que ele realmente gostou do filme, Joseph Gordon-Levitt, acrescenta:

Ele desenvolve uma obsessão levemente delirante sobre uma garota para quem ele projeta todas as suas fantasias. Ele acha que o sentindo da vida dele estava nela. Isso é ser egoísta!”

(500) Dias com Ela | Para Joseph Gordon-Levitt a Summer não é uma vadia!

E finalizou com:

“Um monte de meninos e meninas acham que suas vidas só têm significado se encontrarem um parceiro ideal. Isso não é saudável, isso é se apaixonar com a ideia do ideal e não com a pessoa real.”

Resumindo, para Gordon-Levitt, a Summer não foi uma vadia e todo o peso das decepções recai para Tom Hansen.

Mais ou menos o que já estava dito nos dois textos que citei acima. Depois dessas declarações e também do que você deve ter lido nos artigos linkados aqui,  qual é sua opinião sobre o assunto?


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.