HITMAN 2 | Mesma essência, cenários mais desafiadores

Leia em: 3 minutos

Lançado em 2018 para as plataformas PC, XBox One e PlayStation 4, o stealth HITMAN 2 chegou com a nítida proposta de continuar as aventuras secretas vividas pelo Agente 47, que tivera um novo inicio no título antecessor. E uma vez considerado a “segunda temporada” da nova abordagem a franquia, HITMAN 2 enfrenta o desafio da consistência sob diversos aspectos.

Seguindo a linha de eventos do título anterior, em HITMAN 2 o Agente 47 continua em uma jornada ao redor do mundo para caçar o misterioso Shadow Client e desmantelar sua milícia, enquanto aproveita para desbravar a verdade sobre o seu passado. O que, para o jogador, significa visitar lugares exóticos e eliminar alvos diversos ainda mais desafiadores.

Leia mais: 23 filmes live-action baseados em mangá que valem a pena assistir

HITMAN 2 | Mesma essência, cenários mais desafiadores

Não tão diferentemente do seu antecessor, HITMAN 2 esbanja de uma trama interessante e consistente para a campanha. A abordagem de jogatina e narrativa aqui apresentadas possibilitam um roteiro que continua a envolver seu jogador sem abrir mão da experiência imersiva da gameplay individualizada dos episódios/missões. Isto é, cada episódio/missão possui um forte marco para a trama geral, então bem captando o jogador.

Ainda sim, HITMAN 2 sofre sua maior queda no novo formato de apresentação das cinemáticas, cuja alteração do formato de animação renderizada para artes conceituais trazem uma quebra considerável na fluidez narrativa da campanha. Tudo bem que a apresentação das artes conceituais são dinâmicas e sincronizadas aos áudios até onde podem ser, mas essa é uma mudança que aflige o título de forma considerável – mas não deplorável.

Leia mais: HITMAN | A bela dinâmica entre estratégia e ação

HITMAN 2 | Mesma essência, cenários mais desafiadores

No que se refere a jogabilidade, HITMAN 2 mantém sua essência característica do título antecessor, onde não se esbanja de uma ação desenfreada, mas da abordagem furtiva e estratégica. O que, em termos práticos gerais, o título ainda coloca o jogador para mentalizar estratégias, exercitar a paciência, prestar atenção nos detalhes ao seu entorno e, sobretudo, se adaptar as divergentes situações sem abrir mão de um semblante calmo.

É interessante notar que o cenários apresentados pelo título possuem uma riqueza de detalhes (visuais e exploráveis a jogatina) bem maior do que o antecessor. Ou seja, aqui o jogador tem uma gama bem maior de oportunidades e estratégias para eliminar seus alvos ante os cenários singulares maiores e mais desafiadores. O que reforça não apenas uma justa consistência ao título, como um progresso nesse ponto.

Leia mais: Um novo mundo onde mutantes não têm medo

HITMAN 2 | Mesma essência, cenários mais desafiadores

Por fim, HITMAN 2 é uma temporada de episódios/missões de trama atrativa e envolvente frente a uma jogabilidade majoritariamente furtiva. Mas ainda que esbanje de uma essência comum ao seu antecessor, consegue expor uma justa consistência ante sua proposta de desafios maiores e ricos em detalhes. O que faz, desse título, uma continuação de jogatina super válida e indicativa.

Quer comprar jogos com um belo descontão e ainda por cima ajudar o Proibido Ler? Selecionamos ótimas dicas de games na Amazon e a maioria com frete grátis para clientes prime. Clique aqui e pegue aquele game que está faltando na sua coleção. E venha nos conhecer em nosso canal da Twitch.