Resenha – Ore Monogatari

O amor vem para todos

Ore Monogatari (俺物語 – em português, “Minha história de amor”) é um anime de 24 episódios, produzido pelo estúdio Megahouse, que foi ao ar no Japão no período entre 8 de abril e 23 de setembro de 2015.

A história mostra a vida de Takeo Gouda, um estudante do colegial que é tão alto que mais parece um gigante quando comparado aos seus colegas de sala. Assim como a sua estatura, Takeo possui um coração enorme e está sempre presente para ajudar a todos, o que faz dele um garoto muito querido entre os demais alunos do colégio.

Porém, mesmo sendo um garoto cheio de qualidades e de bom coração, Takeo não consegue chamar a atenção das meninas. Na verdade, o que todas realmente desejam é se aproximar de Makoto Sunakawa – melhor amigo de Takeo – que é considerado um garoto muito bonito e misterioso, por nunca ser visto namorando com alguma menina.

Resenha – Ore Monogatari | O amor vem para todos

Após investir muito tempo tentando encontrar um amor e ter sido rejeitado todas as vezes, Takeo se conformou com o que parecia ser o seu destino e resolveu viver sua vida fazendo o bem a todos e passando os dias ao lado de seu grande amigo Sunakawa.

Até o dia em que Takeo presencia o assédio de uma estudante extremamente baixinha (principalmente comparada à altura de Takeo). Um grupo de garotos pervertidos estavam constantemente incomodando e assediando a jovem, até o momento em que Takeo prontamente se manifesta e dá uma lição nos garotos. Ao olhar para os olhos da jovem, Takeo sentiu algo mais forte em seu coração. Seria, amor?

Resenha – Ore Monogatari | O amor vem para todos

Nos episódios seguintes o telespectador passa a acompanhar o dia a dia de Takeo, na tentativa de compreender os seus sentimentos, bem como a sua postura diante disso, o que leva a uma série de situações cômicas, envolvendo as inseguranças de um jovem adolescente.

A dinâmica do anime é bem sutil e bem leve de certa forma, desde a trilha sonora até as cores da animação e a forma com que o enredo se desenvolve. Considero Ore Monogatari como sendo uma experiência boa para quem quer acompanhar um anime mais romântico e sem aquele apelo sexual que ultimamente tem aparecido com bastante frequência. Basicamente, tudo se resume ao amor e às tentativas de se fazer algo especial para alguém que você gosta muito.

Veja também: Resenha | Code Geass: Lelouch of the Rebellion


VEJA TAMBÉM:

COMENTE:

© 2019 Proibido Ler. Todos os direitos reservados.